31 agosto, 2015

Testemunho de Ratzinger no processo de beatificação de João Paulo I


Concluída fase diocesana do processo de beatificação
Foto: ANSA
(RV) Concluiu-se, nesta quarta-feira (26/8), em Belluno, nordeste da Itália, a fase diocesana da Causa de Beatificação do Papa João Paulo I (1912-1978), o Papa do Sorriso. O encerramento da Causa coincide com o aniversário da sua eleição ao Pontificado, ocorrida em 26 de agosto de 1978.

Durante o Processo de Beatificação de João Paulo I foi elaborada a chamada “positio”, um compêndio dos relatos e estudos realizados pela Comissão jurídica e por um Relator, nomeado pela Congregação para a Causa dos Santos. A documentação inclui um testemunho pessoal do Papa emérito Bento XVI. Trata-se de um testemunho inédito, uma vez que, até agora, nenhum Papa havia dato testemunho para a beatificação de outro Papa.


Dados biográficos

Albino Luciani nasceu em 17 de outubro de 1912, em Forno de Canale, diocese de Belluno; foi ordenado bispo por São João XXIII, em 1958; o Beato Paulo VI o nomeou Patriarca de Veneza, em 1969, e o criou Cardeal em 1973.

Em 26 de agosto de 1978, foi eleito à Cátedra de Pedro, com o nome João Paulo I. Faleceu após 33 dias de seu breve Pontificado.

Por ocasião do trigésimo aniversário da morte de João Paulo I, Bento XVI recordou o seu grande ensinamento de humildade: “Foram suficientes 33 dias para que o Papa Luciani entrasse no coração do povo. Em seus discursos usava exemplos tomados de acontecimentos da vida concreta, das suas recordações de família e da sabedoria popular. A simplicidade de João Paulo I era veículo de um ensinamento sólido e rico”.

Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário