12 abril, 2019

11 orações secretas que o padre reza na Missa e talvez você não sabia


- Imagem referencial. Foto: Pixabay/Domínio Público -

Já percebeu que em algumas partes da Missa o celebrante principal fica mexendo a boca, mas você não consegue escutar nada do que ele está falando? Nesse momento ele está fazendo uma "oração secreta", que no Missal chama-se de oração em silêncio. Muitas pessoas, por não saber do que se trata, não compreendem ou pensam que o padre está conversando com algum coroinha ali perto.




Nessa publicação vamos listar 11 orações que o sacerdote reza em silêncio durante a celebração da Missa e que, talvez, você não tenha percebido. No texto também informaremos o momento em que o celebrante faz cada uma dessas orações para que - e aqui a dica de ouro - você possa perceber e entender um pouco mais sobre aquele gesto na Missa. Vamos lá!

1 - Antes de proclamar o Evangelho


O sacerdote, inclinado diante do altar, reza em silêncio a seguinte oração: "Ó Deus todo-poderoso, purificai-me o coração e os lábios, para que eu anuncie dignamente o vosso santo Evangelho".

2 - Ao concluir a proclamação do Evangelho


Concluída a proclamação do Evangelho, o sacerdote deve beijar o livro e, em silêncio, rezar a seguinte oração: "Pelas palavras do santo Evangelho sejam perdoados os nossos pecados".




3 - No ofertório, ao erguer a patena com o pão


De pé, o padre eleva a patena com o pão e diz, em silêncio, a seguinte oração: "Bendito sejais, senhor, Deus do Universo, pelo pão que recebemos da Vossa bondade, fruto da terra e do trabalho humano: que agora Vos apresentamos e que para nós se vai tornar Pão da vida".

4 - Enquanto coloca vinho e água no cálice


Após esse momento, o sacerdote coloca vinho e um pouco de água no cálice enquanto reza a seguinte oração, em silêncio: "Pelo mistério desta água e deste vinho possamos participar da divindade do vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade".

5 - Ainda no ofertório, ao erguer o cálice


Em seguida, toma o cálice e eleva-o um pouco sobre o altar, rezando em silêncio: "Bendito sejais, Senhor, Deus do universo, pelo vinho que recebemos da Vossa bondade, fruto da videira e do trabalho humano: que agora Vos apresentamos e que para nós se vai tornar Vinho da Salvação".




6 - Antes de lavar as mãos


Após apresentar os dons (pão e vinho), o sacerdote, inclinando-se sobre o altar, reza em silêncio dizendo: "De coração contrito e humilde, sejamos, Senhor, acolhidos por vós; e seja o nosso sacrifício de tal modo oferecido que vos agrade, Senhor, nosso Deus".

7 - Enquanto lava as mãos


Dirigindo-se ao lado do altar, o sacerdote reza a seguinte oração em silêncio enquanto lava as mãos: "Lavai-me, Senhor, de minhas faltas e purificai-me de meus pecados".

8 - Enquanto se recita "Cordeiro de Deus"


Enquanto parte o pão consagrado sobre a patena e coloca um pedaço no cálice, o sacerdote reza a seguinte oração em silêncio: "Esta união do Corpo e do Sangue de Jesus, o Cristo e Senhor nosso, que vamos receber, nos sirva para a vida eterna".




9 - Antes da genuflexão após a fração do pão


Após a recitação do "Cordeiro de Deus" e antes de fazer a genuflexão para a apresentar a hóstia à assembleia reunida, o sacerdote, de mãos unidades, reza em silêncio: "Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus vivo, que cumprindo a vontade do Pai e agindo com o Espírito Santo,pela vossa morte destes vida ao mundo, livrai-me dos meus pecados e de todo mal; pelo vosso Corpo e pelo vosso Sangue, dai-me cumprir sempre a vossa vontade e jamais separar-me de vós".

10 - Antes de comungar


Antes de comungar o Corpo de Cristo, o sacerdote reza em silêncio: "Que o Corpo de Cristo me guarde para a vida eterna". E, antes de Cumungar o Sangue de Cristo: "Que o Sangue de Cristo me guarde para a vida eterna".

11 - Durante a purificação


Nesse momento, em silêncio, o sacerdote reza: "Fazei, Senhor,que conservemos num coração puro o que a nossa boca recebeu. E que esta dádiva temporal e transforme para nós em remédio eterno".

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário