21 junho, 2019

Cantor protestante dispara contra Nossa Senhora na Marcha para Jesus



Durante sua apresentação na 27ª edição da Marcha para Jesus, o cantor protestante Fernandinho provocou os católicos ao disparar que "o Brasil não tem uma senhora, o Brasil tem um senhor, e o nome dele é Jesus", criticando o título de Padroeira do Brasil conferido a Nossa Senhora Aparecida pelo Papa Pio XI, em 16 de julho de 1930.


Conforme afirmou o blog católico Ancoradouro, além de propagar o "ranço de muitos protestante aos católicos", a fala do cantor "acabou por tirar o brilho do evento que se diz em louvor a Jesus".

Veja também:


"É da fé de milhões de brasileiros a devoção e o respeito à Mãe do Senhor. O 'recado' de Fernandinho foi dos assuntos mais comentados pelos sites ao se referirem à Marcha Para Jesus, evento criado no Brasil pelos autodeclarados Apóstolo Hernandes e Bispa Sônia".


Diversas foram as manifestas de cristãos católicos acerca do ocorrido. Dentre os que utilizaram as redes sociais para falar sobre o assunto, o sacerdote da Diocese de Petrópolis (RJ), Padre Carlos Magno, recordou que "quando Jesus marchava para a Cruz, muitos foram embora, mas uma mulher o acompanhou".

"João foi o único Apóstolo que ficou aos pés da Cruz, pois estava de mãos dadas com essa mulher. No Alto da Cruz Jesus deu essa mulher como mãe a João, ali simbolizando toda a Igreja. Ela é a mãe da Igreja, Ela é a Mãe do Senhor, Ela é a Nossa Senhora", afirmou.



Desde 2016 a Marcha para Jesus, maior evento protestante do país começou a ocorrer na mesma da da Solenidade de Corpus Christi, pegando carona do feriado religioso católico.

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário