06 fevereiro, 2018

Divulgado trailer do filme "Paulo, Apóstolo de Cristo", com atuação de Jim Caviezel



No dia 30 de janeiro, foi divulgado em inglês o trailer do filme "Paulo, Apóstolo de Cristo", que será lançado em 28 de março e conta com atuação de Jim Caviezel.

Realizado por Affirm Films, o filme foi produzido por David Zelon e T.J. Berden e dirigido por Andrew Hyatt, diretor de "Full of Grace" (Cheia de Graça), que trata sobre a Virgem Maria.




No elenco, os dois protagonistas do novo filme são o apóstolo São Paulo, interpretado por James Faulkner, e o evangelista São Lucas, interpretado por Jim Caviezel, mesmo ator que interpretou Jesus no filme "Paixão de Cristo", de Mel Gibson.

O site do filme indica que São Lucas arrisca sua vida para viajar a Roma e visitar São Paulo, que está preso, fisicamente fragilizando e aguardando a sentença de morte. Também os cristãos estavam sendo perseguidos pelo imperador Nero.

O filme conta a história de dois homens que lutam contra um determinado imperador e as fragilidades do espírito humano para viver o Evangelho de Jesus Cristo e divulgar sua mensagem ao mundo.

Recomendado para você
Compartilhe :

1 comentários:

  1. A interpretação de Martin Luther ou Lutero do legado de Paulo influenciou grandemente sua doutrina de sola fide. A conversão de Paulo mudou radicalmente o curso de sua vida. Com suas atividades missionárias e obras, aquele acabou transformando crenças religiosas e a filosofia de toda a região da bacia do Mediterrâneo. Mas vamos refletir: será que pastores e muitos crentes têm coragem de assistir um filme sobre quem os condenaria a virarem restolho e cinzas pela degeneração das escrituras e decadência no tocante aos princípios mais singulares do cristianismo, a que se chegou? Fernando Pessoa proferira que: "A Decadência é a perda total da inconsciência; porque a inconsciência é o fundamento da vida. O coração, se pudesse pensar, pararia". Ora, acaso os 12 apóstolos ateassem fogo sobre o que se fez do que legaram, Paulo usaria ogivas nucleares, pois era o mais radical deles...e com razão. Paulo e Barnabé viajaram para Jerusalém para entregar ajuda financeira durante a grande fome da Judeia, será que existe ajuda financeira para famintos hoje proporcional ao montante do patrimônio de fariseus como Malafaia, Valdomiro, etc? A cegueira é grande e não há caminho de Damasco que abra os olhos e amoleça os corações dos "cristãos" modernos. Será mais um filme para um longo blá blá blá entre amigos e muito burburinho em smartphones e whatsapps, mas nenhum aprendizado ou ao menos, a prática de caridade ou solidariedade, partilha de riquezas com miseráveis, adoção de órfãos em massa ou construção de abrigos para animais ou lares para crianças.....mas ingressos, roupas descoladas, modismos (tudo que Paulo abominava) e pipocas, conversinhas infrutíferas de aparência benévola, hão de crescer aos montes! Imagino que até eleitores de Bolsonaro ocuparão assentos e darão a impressão de seriedade e moralismo, mas já estarão imersos na mais plena decadência sob corações de dura cerviz.

    ResponderExcluir