05 julho, 2016

Seminaristas são agredidos e despidos na Venezuela por grupo chavista


Após agressão, seminaristas foram desnudados na Venezuela - Foto: Leonardo Léon
As tarjas foram postas pelo blog Sim, sou Católico

No dia 1º de julho, a Conferência Episcopal Venezuelana confirmou a informação que se deu a conhecer pelas redes sociais: quatro estudantes do Seminário Menor de Mérida e um irmão de um deles haviam sido agredidos e despidos quando se dirigiam às aulas. O fato foi presenciado por um jornalista que declarou em sua conta no Twitter que foram vítimas de um grupo oficialista.



Em nota, o Arcebispo metropolitano, Dom Baltazar Enrique Cardozo, informou que o grupo de seminaristas estava a caminho da aula de inglês quando foram surpreendidos. Eles foram agredidos, tiveram seus pertences tomados e foram despidos a força. Suas roupas, livros e objetos pessoais foram ateados ao fogo.

Segundo o Arcebispo, o irmão mais novo de um dos seminaristas foi o mais afetado e por conta disso "foi levado para ser atendido na clínica Albarregas".


Dom Baltazar, repudiou os atos ocorridos e também criticou a ação dos grupos oficialistas e disse que "lamentavelmente nos encontramos em Mérida com estes atos de vandalismo, estes grupos que atuam contra a integridade das pessoas que caminham pela rua".


Recomendado para você


Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário