09 dezembro, 2015

Saiba como obter a indulgência jubilar durante o Ano da Misericórdia



Algumas pessoas têm dúvidas sobre como lucrar a indulgência no Ano da Misericórdia. Mas não é preciso desespero, pois o próprio Papa Francisco explicou as regras para consegui-las. O Pontífice fez este ato em uma carta enviada ao Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, em 1º de setembro de 2015. No documento tudo está bem explicado e ele aborda ainda os temas do aborto e a decisão do Papa de, para este Ano Jubilar, validar e tornar lícito o Sacramento da Reconciliação na Fraternidade São Pio X.




"Para obter a indulgência os fiéis são chamados a realizar uma breve peregrinação rumo à Porta Santa, aberta em cada Catedral ou nas igrejas estabelecidas pelo Bispo diocesano, e nas quatro Basílicas Papais em Roma, como sinal do profundo desejo de verdadeira conversão".

O Santo Padre estabeleceu que as indulgências também poderão ser obtidas nos Santuários onde se abrir a Porta Santa e nas igrejas que são tradicionalmente identificadas como Jubilares.


Na carta, Francisco ressalta que estes momentos devem estar unidos, em primeiro lugar, ao Sacramento da Reconciliação e à Santa Missa com uma reflexão sobre a misericórdia. "Será necessário acompanhar estas celebrações com a profissão de fé e com a oração por mim e pelas intenções que trago no coração para o bem da Igreja e do mundo inteiro", pontua o Pontífice.

"Penso também em quantos, por diversos motivos, estiverem impossibilitados de ir até à Porta Santa", declarou o Papa Francisco em relação aos doentes e idosos. Estes poderão receber a indulgência jubilar vivendo com fé e esperança o momento de provação, recebendo a comunhão ou participando na Santa Missa e na oração comunitária, inclusive através dos meios de comunicação.

Os encarcerados também vão poder lucrar as indulgências neste Ano da Misericórdia. Francisco quer que "a todos eles chegue concretamente a misericórdia do Pai que quer estar próximo de quem mais necessita do seu perdão".

Eles poderão receber as indulgências nas capelas dos cárceres e todas as vezes que passarem pela porta da sua cela com pensamento e oração dirigidos ao Pai.

Ainda na carta, Papa Francisco declara que a indulgência jubilar poderá ser aplicável aos falecidos, pois "a eles estamos unidos pelo testemunho de fé e caridade que nos deixaram".

"Assim como os recordamos na celebração eucarística,  também podemos, no grande mistério da comunhão dos Santos, rezar por eles, para que o rosto misericordioso do Pai os liberte de qualquer resíduo de culpa e possa abraçá-los na beatitude sem fim", relata o Santo Padre.

Confira a íntegra da carta do Papa Francisco:
http://www.iubilaeummisericordiae.va/content/gdm/pt/giubileo/lettera.html

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário