06 julho, 2015

VÍDEO - Quem discute "dança litúrgica" deveria usar seu tempo rezando o Rosário



A expressão que intitula a postagem é forte, mas não fomos nós do Sim, sou Católico que a criamos. Parafraseamos do Cardeal Francis Arinze, Prefeito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos entre 2002 e 2008.


Recomendado para você
Compartilhe :

2 comentários:

  1. http://missaaosdomingos.blogspot.com.br/2012/02/padre-realiza-danca-indiana-na-missa.html#comment-form_3912856295163407683Maravilhosa expressão, numa autêntica liturgia dançada, de profunda espiritualidade e mística. Não se confunde com uma apresentação ou show, não é uma dança na liturgia, mas uma liturgia dançada. Assim como existe uma liturgia dançada, há uma liturgia cantada. Ambas são expressões do corpo. E, assim, como há canções (não) apropriadas, há também danças (não) adequadas. Em sua dança, o Pe. Joachim, sacerdote indiano, mostra respeito, adoração e alegria, realizando uma perfeita definição de catolicidade (universalidade). Isto pode parecer estranho no rito da missa de tradição latina e européia, mas não no rito asiático e africano. Culturas diferentes... uma só fé. Como diz o Cardeal Arinze, Prefeito da Congregação para o Culto Divino, "quem vive objetando a dança litúrgica deveria usar seu tempo rezando o Rosário".

    ResponderExcluir
  2. Olá maranhao.
    Vi o vídeo do link que colocou no comentário acima. Bom, nele só não percebi uma dança dentro de um ato litúrgico, visto que não parecia já estar ocorrendo a Santa Missa. É possível notar a pendência de elementos sobre o altar (que está ao fundo da imagem). No vídeo da postagem aqui no "Sim, sou Católico", o Cardeal Arize chega a comentar a situação da cultura local. Aquilo que o Cardeal falou ficou bastante claro, por exemplo, quando o Papa Francisco foi abrir a Porta Santa da catedral de Bangui, na África: o canto, os gestos e movimentos do povo era bem distinto daqueles notados nos europeus e brasileiros, mas eles não ofendiam, pois é algo particular daquele lugar.

    ResponderExcluir