02 julho, 2015

Francisco, quarto Pontífice a visitar a América Latina


Francisco visitará a América Latina pela segunda vez
Foto: ANSA
(RV) O Papa Francisco será o quarto pontífice a realizar viagem pastoral à América Latina, após Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI. Para o argentino Bergoglio, será a segunda viagem ao continente onde nasceu, após a JMJ realizada no Rio de Janeiro em 2013, poucos meses após sua eleição à Cátedra de Pedro.

Paulo VI

As viagens dos Pontífices ao continente latino-americano foram inauguradas por Paulo VI em 1968, ao visitar a Colômbia, para abrir em Bogotá, em agosto, a II Conferência Geral do Episcopado da América Latina e Caribe (CELAM).


João Paulo II

João Paulo II, seu sucessor, esteve em 18 oportunidades na América Latina, visitando praticamente todos os países do continente. "A América Latina - disse o Papa Wojtyla - é um continente jovem e cheio de esperança, no qual não faltam gritantes contrastes que impõe aos setores menos favorecidos da população o preço de intoleráveis custos sociais". Em 1998, esteve em Cuba como “Mensageiro da Verdade e da Esperança”.

Em três destas oportunidades, o Papa polonês esteve no Brasil. A primeira foi em 1980, quando percorreu 13 cidades em 12 dias. A segunda, entre 12 e 21 de outubro de 1991, quando visitou 10 capitais e beatificou Madre Paulina. Por fim, em outubro de 1997, quando permaneceu quatro dias no Rio de Janeiro para participar do II Encontro Mundial das Famílias. Sua última viagem ao continente latino-americano foi em 2002, três anos antes de sua morte.

Bento XVI

Bento XVI, por sua vez, realizou duas viagens ao continente com o maior número de católicos, sendo a primeira em 2007, ao Brasil, dois anos após ser eleito Pontífice. México e Cuba foram os destinos da segunda e última viagem, realizada entre 23 e 28 de março de 2012. Ratzinger foi a Cuba como "Peregrino da Caridade". Encontrou Fidel Castro, deixou mensagens em defesa da liberdade, pediu maior espaço para a Igreja e condenou o embargo estadunidense à Ilha. "Que Cuba seja a casa de todos e para todos os cubanos", afirmou em seu discurso ao despedir-se de Havana.

Francisco

Como primeiro latino-americano a guiar a Igreja Católica, o Papa Francisco considerou sua viagem ao Brasil, entre 22 e 29 de julho de 2013, como "um grande presente" de Bento XVI, que havia apresentado sua demissão em 11 de fevereiro e era esperado para presidir a JMJ. Em sua visita de sete dias, o Papa celebrou no Santuário Nacional de Aparecida, visitou favelas, encontrou o episcopado latino americano e milhares de jovens de todo o mundo nas areias de Copacabana. No "continente da esperança",  Bergoglio fez um chamado à Igreja para ser "agente de mudança social para um novo mundo".

Nesta sua segunda viagem à América Latina, o Papa Francisco visitará Equador, Bolívia e Paraguai, países que buscam um caminho de desenvolvimento que supere as enormes desigualdades existentes na região.

Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário