06 maio, 2019

É pecado trabalhar aos domingos e dias de preceito?


- Interior da Basílica de São Pedro, Vaticano. Foto: Pixabay/Domínio Público -

Talvez você já tenho feito essa pergunta a si próprio: é pecado trabalhar aos domingos e dias de preceito? Afinal, o terceiro mandamento do Decálogo diz para guardar domingos e festas.




Esta nossa publicação com o auxílio de um vídeo do Padre Leonardo Henrique, que pertence a Administração Apostólica São João Maria Vianney. No conteúdo, ele discorre sobre o assunto de forma bem didática, mas antes de irmos a ele, vamos citar dois pontos para que você se situe melhor ao conteúdo do vídeo.

Catecismo da Igreja sobre o domingo


O Catecismo da Igreja Católica diz que "a Eucaristia dominical fundamenta e sanciona toda a prática cristã. É por isso que os fiéis têm obrigação de participar na Eucaristia nos dias de preceito, a menos que estejam justificados, por motivo sério (por exemplo, doença, obrigação de cuidar de crianças de peito) ou dispensados pelo seu pastor. Os que deliberadamente faltam a esta obrigação cometem um pecado grave" (CIC, 2181).

Complemento do Código de Direito Canônico


O Código de Direito Canônico, em seu Cânon 1247, complementa o ordenamento quando diz que "no domingo e nos outros dias de festa de preceito, os fiéis têm a obrigação de participar da missa; além disso, devem abster-se das atividades e negócios que impeçam o culto a ser prestado a Deus, a alegria própria do dia do Senhor e o devido descanso da mente e do Corpo".




Já situado com estes pontos, confira o vídeo do Padre Leonardo Henrique.

Trabalhar aos domingos é pecado?





Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário