07 julho, 2015

A história da férula usada por Francisco em Quito e Guayaquil


Papa Francisco e a férula de madeira
Foto: AP

(RV) Na missa celebrada hoje em Quito e ontem no Parque de Los Samanes, em Guayaquil, o Papa Francisco optou em usar uma férula simples, de madeira, mas simbolicamente importante, e que acabou suscitando a curiosidade de muitas pessoas.

As imagens mostram o Pontífice segurando, na verdade,  uma cópia da férula de madeira feita por Fesal, um jovem refugiado somali, chegado na Itália em um barco que naufragou na costa da Sicília. Fesal foi acolhido pela Cooperativa social “Jobel” do Consórcio “O caminho” de São Remo.


O artefato em madeira foi realizado em uma pequena oficina chamada Pègua Nèigra, que em dialeto ligúrio significa “ovelha negra”, e entregue ao Papa pela cooperativa em 2014, sendo utilizado pelo Pontífice no Domingo de Ramos e na viagem à Terra Santa, onde foi danificado. A pedido do próprio Francisco, foi feita uma cópia exata do original, porém com madeira de oliveira de Belém. Na missa em Guayaquil, assim, Francisco decidiu usar esta férula, idêntica à original, feita pelo jovem refugiado somali.


O “Caminho”, fundado na cidade da Ligúria em 1994 com o objetivo de acompanhar a inserção no mercado de trabalho de detentos e ex-toxicômanos, é hoje um consórcio que apoia 150 pessoas em trabalhos de limpeza, marcenaria e jardinagem, enquanto muitos outros estão comprometidos no campo sócio-educativo entre São Remo, Imperia e Savona.

Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário