10 agosto, 2013

Como os pais podem conquistar os filhos?



Por Paulo Franklin

Ser pai e ser mãe é a missão mais nobre que o ser humano recebe. Difícil de ser vivida em plenitude, mas bela quando o desafio é aceito. Os filhos que surgem de uma relação a dois são presentes vindos do céu, e caberá a cada um dos cônjuges cuidar para que eles sejam felizes, pois assim os pais também o serão.

A família é a base de tudo. Quem teve uma educação certeira saberá comportar-se como um excelente ser humano quando deixar o seu lar. É em casa, com os pais, que os filhos aprenderão a ser gente e, como consequência, reproduzirão os comportamentos que lá aprenderam. Pais são e sempre serão espelhos. A imagem que estes refletem, serve de direção para quem os recebe.


Nem sempre os filhos aprendem coisas boas em seu lar. Muitos pais falam como se comportar, mas comportam-se contrários aos seus discursos. Reprovam atitudes dos filhos e, mais tarde, as reproduzem sem qualquer cerimônia. Não é possível passar uma excelente imagem para o outro quando se faz exatamente o contrário do que se prega. A principal tarefa de todo pai e de toda mãe é, em primeiro lugar, ser coerente com o que diz e com o que faz.

É tempo de lutarmos pela nossa família

Exemplos ruins podem tornar-se lições de vida para uma criança carente de exemplos. Um bom pai sabe disso: a cobrança quase sempre gera antipatia. A criança precisa saber por que deve obedecer, pois a obediência cega gera um ser humano sem referencial. Se os pais conseguirem conquistar seus filhos, poderão facilmente impregnar em suas almas lições que estes trarão por toda a vida.

Como se conquista alguém? Tornando-se um com esta pessoa! Descobrindo o que o faz feliz e contribuindo, na medida do possível, para transformar a sua vida num canteiro de alegrias. Um excelente pai tem a capacidade de humanizar-se diante dos filhos para criar filhos humanos. Tem a coragem de chorar quando preciso, falar-lhes sobre suas dores e saber colocar-se no lugar do outro sem nunca cobrar atitudes heróicas daqueles que estão aprendendo a viver. Conquistar é, antes de tudo, amar sem nada esperar em troca.

Penso que o maior presente que um filho pode receber de seus pais é a certeza de que são ou foram amados em plenitude. Tudo o que é material se desgasta com o passar do tempo, mas o amor que se recebe nos segue por toda a vida. Saber-se amado é mais importante do que ter um pai rico, mas frio de sentimento. Conquistar um filho é tarefa demorada, cujos resultados valem todo o tempo que se gastou.

Tomara que os pais ouçam os gritos silenciosos de seus filhos e os amem enquanto estes ainda estão em suas casas. Os filhos não esperam encontrar pais perfeitos, mas pais que reconheçam suas imperfeições e com isso saibam se humanizar. Pai e mãe não são heróis de histórias em quadrinhos, mas podem tornar-se heróis se aprender a conquistar seus filhos e os transformarem em heróis para enfrentarem sozinhos os combates deste mundo.

Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário