02 maio, 2013

Papa afirma que trabalho concede dignidade à pessoa


Na última quarta-feira, 1º de maio, Papa Francisco realizou uma catequese direcionada aos trabalhadores, por ocasião do dia do trabalhador e de São José Operário. Durante a reflexão, o Pontífice falou sobre a dignidade do serviço, que deve ser acompanhado pela oração para ser realizado em Deus.

Francisco disse que “somos chamados a cultivar e cuidar de todos os bens da criação” por meio do ofício. Isso dignifica o homem e o ajuda a se tornar um colaborador direto na obra Deus. Porém, muitas vezes esse fator não pode ser observado devido à “concepção puramente econômica da sociedade” atual, que ignora lado humano para pensar no financeiro. “O trabalho, para usar uma imagem concreta, nos ‘unge’ de dignidade, nos plenifica de dignidade, nos torna semelhantes a Deus, que trabalhou e trabalha, age sempre”, afirmou.


O trabalho de Jesus e São José, na carpintaria em Nazaré, pode ser considerado um exemplo. As pessoas devem se espelhar nele para se lembrar da “dignidade” e da “importância” de suas obras.

Por fazer parte do “plano de amor de Deus”, na jornada de trabalho, e também na de estudo, sempre deve haver um tempo dedicado para a oração. Quem observa a vida de Maria e José, nota que suas atividades cotidianas sempre tiveram “um centro comum de atenção: Jesus”. As pessoas necessitam buscar um diálogo maior com o Pai e precisam “dar-lhe espaço na oração”, observou o Papa.

Preocupado com a pessoa humana e com as vítimas do trabalho escravo, o Papa fez um convite encorajando os chefes de setores públicos “a fazer de tudo para dar um novo impulso ao emprego”. E exortou àqueles que sofrem injustiça no ambiente de trabalho “a não perderem a esperança”.

Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário