25 abril, 2013

Papa Francisco diz que “o cristão deve ser feliz”



Vários fiéis foram à Praça de São Pedro no dia 24 para participar da quinta catequese do papa Francisco. Na catequese o pontífice refletiu sobre a realidade da última vinda de Jesus, usando como base três parábolas presentes no Evangelho – parábola das dez virgens, dos talentos e uma parábola sobre o juízo final. Ainda no Tempo Pascal, papa Francisco falou mais um trecho da Profissão de Fé – “de novo virá na glória para julgar os vivos e os mortos” – e disse que o tempo de espera pela segunda vida do Senhor é “tempo de ação”.

Quando se fala da segunda vinda de Cristo, muitas pessoas sentem medo, pois pensam logo no julgamento final, mas o Santo Padre disse que o momento atual é um “tempo no qual devemos ter acesas as lâmpadas da fé, da esperança e da caridade”. O período que há entre a Ascensão de Jesus e a sua volta, os cristão devem buscar “viver segundo Deus”, preparando-se bem para o encontro com Ele. Ao contrário do que muitos pensam, esperar não é viver triste. Francisco disse que o tempo de espera deve ser vivido com intensa alegria. “O cristão deve ser feliz”, afirmou.

Ao se referir à parábola dos talentos, papa Francisco destacou que ela faz pensar sobre como cada pessoa utiliza os dons dados por Deus. A parábola fala de um homem que esconde seus talentos fechando-se em si mesmo, porém quem “esconde tudo aquilo que o Senhor lhe deu não é cristão”, ressaltou pontífice que ainda disse aos jovens presentes na Praça para não enterrarem seus talentos.

Papa Francisco, ao fazer sua primeira catequese, afirmou que seguiria o itinerário do Ano da Fé, instituído por Bento XVI, e, no dia de ontem, ele disse aos fiéis que todas as ações de um cristão devem ser “animadas pela fé e pelo amor”. E, concluindo a audiência geral, disse aos presentes na Praça que o olhar para o juízo final não deve causar medo, deve ser um impulso “para viver melhor o presente”.

Confira o texto da catequese do Papa Francisco na íntegra.
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário