05 junho, 2012

O sacramento da Eucaristia: centro da vida cristã




Sempre que vamos à Missa, e estamos "tranquilos" com o sacramento da Reconciliação, recebemos o sacramento Eucaristia, que "é verdadeiramente um pedaço de céu que se abre sobre a terra", como disse São João Paulo II na encíclica Ecclesia de Eucharistia. A carta diz ainda que "é um raio de glória da Jerusalém celeste, que atravessa as nuvens da nossa história e vem iluminar o nosso caminho". O conteúdo desta postagem é uma síntese do artigo 3 do Catecismo da Igreja Católica sobre este sacramento tão importante para a vida cristã: a Santa Eucaristia.

O sacramento da Eucaristia é o centro de toda a vida cristã
. Ele nos faz voltar o olhar para o sacrifício salvífico de Jesus na cruz, completa a nossa iniciação à vida cristã e nos une a liturgia celeste.



Jesus quis deixar, por meio da Eucaristia, a sua presença real e substancial no meio de nós. Através de suas palavras na instituição deste sacramento, Jesus concedeu aos seus apóstolos a graça de torná-lo presente no meio de nós, através da celebração deste mistério. A Igreja, fiel ao ensinamento de Cristo, continua tornando-O presente hoje.





A grandeza e importância do sacramento da Eucaristia pode ser percebida através de alguns nomes que lhe são atribuídos. Eucaristia, Ceia do Senhor, Fração do Pão, Assembleia Eucarística, Memorial da Paixão, Santa e Divina Liturgia, Comunhão, Santa Missa; cada um destes nomes se refere ao mesmo sacramento, mas cada um traz um significado todo especial a respeito da Eucaristia.

O pão e o vinho são os sinais visíveis deste sacramento
. Eles se tornam o corpo e o sangue de Cristo, pela ação do Espírito Santo, depois que o sacerdote pronuncia as mesmas palavras que Jesus disse na instituição da Eucaristia. O pão e o vinho, depois de consagrados, contém Cristo por inteiro (corpo, sangue, alma e divindade), por isso quando comungamos, recebemos o Cristo por completo, mesmo se comungamos sob apenas uma espécie.

A Eucaristia faz memória a toda história da salvação
, desde a Antiga Aliança, até ter a sua plenitude no Cristo crucificado, morto e ressuscitado. Unidos a Cristo, os fieis se reúnem para a celebração da eucarística, na qual o próprio Cristo é o presidente, e ouvem as leituras (a palavra de Deus), apresentam suas ofertas e participam da santa ceia do Senhor. É também através da Eucaristia, que a Igreja agradece a Deus por todas as suas obras, por todo o seu amor para com a humanidade, oferecendo a Ele, o próprio Cristo.

O ser humano precisa do alimento corporal e também do alimento espiritual.
A Eucaristia nutre o corpo, alimenta a alma e é um grande remédio de vida e imortalidade. Ela ajuda na prevenção dos pecados mortais futuros e nos dá a graça de nos unir a Cristo. Mas antes de receber a Eucaristia, deve ser feito um exame de consciência e receber primeiro o sacramento da reconciliação.

A Eucaristia contém todo o bem espiritual da Igreja
e todos os outros sacramentos estão ligados a ela. A Igreja vê na Eucaristia, a antecipação da glória celeste, e por isso o memorial da Paixão do Senhor é celebrado sempre com o olhar voltado para o dia em que seremos eternamente saciados pela glória de nosso Senhor Jesus Cristo.

Publicado em 05/06/2012, às 8h47, e atualizado em 20/01/2016, às 12h25.


Recomendado para você
Compartilhe :