26 junho, 2018

Você sabia que foi um monge católico quem nomeou as notas musicais?


- Estátua de Guido d'Arezzo. Foto: Jebulon/Wikipédia -

Sim, é verdade: foi mesmo um monge católico quem deu esta grande contribuição para que todos conhecessem o famoso Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si que temos em todas as músicas, desde o século XI até os dias atuais. Mas, quem foi o tal monge?

Guido d'Arezzo foi um músico (século XI) italiano, monge beneditino e regente do coro da Catedral de Arezzo. Ele se tornou uma das figuras mais importantes para a música, principalmente por conta do processo de nomeação das notas musicais, o que não existia até então.




De onde Guido d'Arezzo tirou o Dó, Ré, Mi?


Guido d'Arezzo inspirou-se em um um hino a São João Batista composto por Paulo, o Diácono, que também era um monge beneditino (aliás, como os beneditinos têm afinidade com a música).

Veja também:


Do hino, em latim, seis das sílabas foram tiradas das primeiras seis frases do texto de um hino a São João Batista, em que cada frase era cantada um grau acima na escala. As frases eram:

Ut queant laxis
Resonare fibris
Mira gestorum
Famuli tuorum
Solve polluti
Labii reatum
Sancte Iohannes

Tradução do hino: "Para que os servos possam, com suas vozes soltas, ressoar as maravilhas de vossos atos, limpa a culpa do lábio manchado, ó São João".

Disponibilizamos abaixo a execução deste hino a São João, que inspirou Guido d'Arezzo.


Mais tarde, a inicial "Ut" foi substituída por "Dó" para facilitar o solfejo com a terminação em uma vogal. O "Si" foi acrescentado tomando-se as iniciais da palavra Sancte Ioannes (São João).

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário