25 abril, 2018

Convento São Francisco amanhece “pintado”


Publicado originalmente em Franciscanos
- Fachada do Convento e Santuário São Francisco -

O histórico e centenário edifício do Convento e Santuário São Francisco, no centro de São Paulo, amanheceu “pintado” na manhã deste dia 25 de abril. Até aí, nenhuma novidade. O problema é que esta pintura não estava nos planos dos Frades Franciscanos que residem no Convento e foram pegos de surpresa com a “nova fachada”, que desde o dia 19 de abril de 1982 é tombada pelo patrimônio municipal e estadual.




O guardião do Convento, Frei Mário Tagliari, recebeu a notícia com espanto. Segundo ele, a fachada do Convento, na Rua Riachuelo, estava, sim, toda pichada, mas nenhuma empresa, órgão público ou pessoa tinha autorização para pintar. “Levamos quase um ano tentando conseguir aprovação para a recuperação da fachada da Igreja, que ano passado celebrou 370 anos de fundação. E, agora, vem alguém, em nome de não sei quem, cobrir a pichação, jogando uma tinta de cor bege por cima de tudo. E o restante dos sete andares do prédio? E a recuperação das partes do reboco que estão se soltando?”, questionou o guardião Frei Mário. “Não se resolve o problema jogando tinta por cima e, sim, com medidas de segurança, iluminação e câmeras de vigilância”, explicou.

O Convento e Santuário São Francisco completou no ano passado, 370 anos de fundação. Ele foi inaugurado no dia 17 de setembro de 1647. Na época da inauguração era o maior já construído em São Paulo.  Até 2004 foi a sede da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, que abrange os estados de Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Ela foi fundada em 15 de julho de 1675. No dia 6 de junho de 1997, o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, declarou que o Convento de São Francisco passaria a ser também Santuário São Francisco, já que recebe fiéis de toda a Grande São Paulo.




Pátio do Colégio


No último dia 10 de abril, o Pátio do Colégio (Pateo do Collegio), marco zero da cidade de São Paulo, também sofreu com atos de vandalismo. Foi escrita a frase “Olhai por nois” com tinta vermelha com letras gigantes. Isabella Tellerman Viana, que usa o codinome Risco, e João Luís Prado Simões França foram detidos e alegaram motivação ideológica para as pichações no Pateo do Collegio, Monumento às Bandeiras e Estátua do Borba Gato.

Publicado originalmente em Franciscanos

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário