31 março, 2017

Igreja Universal chama eucaristia de "pão do mal" e faz uso de hóstias para divulgar evento



[Atualizado em 03/04/2017, às 9h04] A Igreja Universal do Reino de Deus atacou a eucaristia ao criar uma campanha pedindo que seus seguidores levassem hóstias, definidas pela instituição como "o pão do mal", para o culto onde receberiam "o verdadeiro pão da vida".

O fato aconteceu quase 22 anos após o episódio em que, na época, um pastor daquela instituição desferiu chutes a uma imagem de Nossa Senhora Aparecida e, tal como naquela ocasião, causou a indignação dos católicos.




Desta vez, a franquia da Universal em Taquaritinga (SP), utilizou um símbolo católico para associá-lo ao mal. O material utilizado para a divulgação, continha, além da hóstia, uma instrução de como os seguidores da instituição deveriam proceder.

"Coloque esse pão em um local visível aos seus olhos; deixe em sua casa até a data determinada; no dia 26 de março, leve com você em uma das reuniões da Igreja Universal do Reino de Deus", dizia o conteúdo divulgado.

Os produtores daquele material alegavam que no dia 26 de março 2017, iriam "trocar o pão do mal pelo pão da vida, e determinar que todos tenham uma vida nova".

Em mensagem enviada ao Sim, sou Católico pelo Facebook, os administradores da página da Diocese de Jaboticabal informaram que "esta atitude escandalizou muitíssimos fiéis católicos, que viram nos dizeres que acompanham o símbolo da hóstia uma mensagem subentendida de que a Eucaristia - sacramento de vida eterna instituído por Nosso Senhor Jesus Cristo - é algo negativo e maléfico que deve ser trocado por um tal 'pão da vida'".

"É certo que todos temos a liberdade e o direito de expressão, mas chegamos ao limite do inaceitável, que ameaça a boa convivência entre pessoas de distintas crenças a partir do momento que nos escandaliza, bem como a todo o nosso povo, ofendendo a nossa sensibilidade religiosa", afirma a nota enviada pela administração da página da Diocese de Jaboticabal.

A Diocese reafirmou a fé na presença de Cristo na Eucaristia e pontuou que "os símbolos, doutrinas e costumes católicos são sagrados e, portanto, devem ser respeitados".

O departamento de comunicação social e de relações institucionais da Universal enviou nota ao Sim, sou Católico onde esclarece que "em nenhum dos 7.157 templos e catedrais da Universal no Brasil, jamais foi afirmada tal barbaridade".

No texto enviado, a instituição afirma que a notícia foi divulgada de forma inverídica e que "nunca uma só palavra neste sentido foi exposta em qualquer veículo oficial da Universal na TV, no rádio, jornal, livro ou Internet".

Em desacordo?


A nota enviada pelo departamento de comunicação social e de relações institucionais da Universal não explicou o significado da hóstia anexada ao folheto de publicidade.

Todo o ato promovido pelo braço da Igreja Universal de Taquaritinga parece contradizer o que o líder da instituição, Edir Macedo, disse em entrevista ao programa Conexão Repórter, do SBT, em abril de 2015.

Na ocasião, Macedo afirmou que não é o estilo da instituição agredir religião nenhuma. "Nós exigimos respeito para conosco. Ora, se nós exigimos respeito para com a nossa crença, para com a nossa fé, nós temos que ter respeito para com a crença alheia", afirmou.


Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário