19 dezembro, 2016

Milagre de São Januário não se repetiu na Itália em dezembro de 2016


| Ampola com o sangue de São Januário nas mãos do Arcebispo de Nápoles,  D. Crescenzio Sepe, em ocasião anterior a dezembro de 2016 | 

Não se renovou, em Nápoles, na Itália, o milagre de São Januário. Às 19h15 (horário local) de 16 de dezembro de 2016 a ampola foi recolocada no relicário que a custodia, e a Capela do Tesouro de São Januário, na Catedral, foi fechada. No dia do chamado "milagre laico" - quando se recorda a erupção do Vesúvio, de 16 de dezembro de 1631, dia em que o santo impediu que as lavas do vulcão entrasse na cidade -, o sangue do Santo Padroeiro não se liquefez.



Antes de fechar o relicário, o Monsenhor Vincenzo De Gregorio, abade da Capela, dirigindo-se aos fiéis, disse: "não devemos pensar sobre desastres e calamidades. Nós somos homens de fé, e temos de continuar a orar ".

A falta do milagre sempre esteve ligada a momentos adversos da história da cidade: em setembro de 1939 e 1940, datas de início da Segunda Guerra Mundial e da entrada da Itália na guerra; em setembro de 1943, durante a ocupação nazista; em 1973, quando Nápoles foi atingida por uma epidemia de cólera; e, em 1980, por fim, ano em que se deu o terrível terremoto em Irpínia.

Fonte: La Stampa / Tradução: Equipe Sim, sou Católico


Recomendado para você


Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário