15 janeiro, 2020

Altar é profanado em igreja dedicada a Santo Antônio nos Estados Unidos


- Momento em que homem profana o altar de igreja no Brooklyn. Foto: captura de vídeo/Diocese do Brooklyn -

A Diocese do Brooklyn (Estados Unidos) divulgou o vídeo de um ato de vandalismo ocorrido no domingo, 12 de janeiro, quando um homem profanou o altar da igreja Santo Antônio de Pádua, no bairro Greenpoint.

O episódio foi gravado pelas câmeras de segurança da igreja. As imagens mostram o momento em que um homem se aproxima, sobe os degraus do presbitério enquanto o Padre Jossy Vattothu celebrava a Missa. Logo em seguida, o agressor joga um líquido sobre o altar, interrompendo a celebração.




O agressor também jogou o líquido, identificado como suco pela Diocese, nos paramentos do padre, manchando-os.

Após o ato, o homem desceu as escadas e foi detido pelos fiéis até a chegada da polícia, conforme informou o site ACI Digital, foi encaminhado a um hospital local para uma avaliação psiquiátrica.

O Pe. Vattothu, que celebrou recentemente seus dez anos de ordenação sacerdotal, relatou que durante esse período nunca havia acontecido algo semelhante. "No começo, quando ele se aproximou do altar, pensei que ele tinha algo a me dizer", disse.

"É um milagre que o pão e o vinho não foram danificados, e pude continuar a Missa, consagrando as espécies sagradas no corpo e no sangue de Jesus Cristo", disse o Padre Jossy Vattothu.




O Chanceler da Diocese do Brooklyn, Monsenhor Anthony Hernandez, afirmou que "é realmente grave que alguém faça isso na parte mais sagrada da Missa, que é a consagração. Acho que agora as pessoas estão assustadas considerando o ambiente atual de incidentes antissemitas e anticatólicos. As pessoas temem ir a seus lugares de culto".

"Rezo por essa pessoa e não sei o que estava passando em sua mente", disse o padre que celebrava a Missa. "Sou grato pelos paroquianos que foram tão atenciosos e me consolaram após a Missa. Exorto os católicos que assistem à missa a se sentarem mais perto do altar, para que nós, como comunidade de fé, possamos estar mais juntos e fazer o sacerdote se sentir mais confortável", concluiu.

Em 2017, um bispo foi agredido durante a Missa


Em 28 de janeiro de 2017, o Bispo auxiliar da Arquidiocese de Newark, Nova Jersey, Dom Manuel Aurelio Cruz, foi agredido enquanto celebrava a Santa Missa na Basílica do Sagrado Coração.

Na ocasião, o agressor, identificado como Charles Miller, se levantou e caminhou em direção ao presbitério e, ao se aproximar deu um soco no rosto do Bispo.

Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário