11 dezembro, 2018

Homem invade Catedral de Campinas e mata quatro pessoas


Atualizado em 11/12/2018, às 18h10

Um homem invadiu a Catedral Metropolitana de Campinas (SP), na tarde desta terça-feira, 11 de dezembro, atirando, matou quatro pessoas e logo depois se suicidou. Outras quatro pessoas também ficaram feridas.

Em entrevista coletiva realizada às 17h desta terça-feira, o delegado do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter), José Henrique Ventura, informou a identidade do atirador: Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, nascido em Valinhos (SP).




Segundo o delegado Ventura, o atirador não tinha antecedentes criminais, apenas dois boletins de ocorrência registrados como vítima, uma delas de perseguição. "Era uma pessoa fora de qualquer suspeita em circunstâncias normais", afirmou. Segundo ele, ainda não há pistas sobre a motivação do crime, que começará a ser investigado agora.

O homem entrou na Catedral por volta das 13h25 e efetuou os disparos. Segundo o delegado Ventura, o atirador utilizou duas armas: um revólver calibre 38 e uma pistola automática 9mm.




Ainda de acordo com a Guarda Municipal, em seguida policiais militares e guardas municipais entraram na Catedral. Um dos agentes atirou no suspeito, que se matou em seguida.

Segundo informações da Guarda Municipal Campinas, Euler começou a atirar com uma das armas em direção às pessoas que acompanhavam o final de uma Missa, realizada no local. Entre 18 e 20 pessoas estavam no local após a celebração, presidida pelo vigário paroquial da Cateral, Padre Amauri Ribeiro Thomazzi.

Pe. Amaruri publicou um vídeo em seu Facebook, no qual, muito assustado com o ocorrido, pediu a oração de todos.



“A vocês, amigos, eu peço apenas que rezem pela pessoa. Ele se matou depois da situação. Ele atirou nas pessoas e foram mais de 20 tiros aqui dentro, depois ele se matou. Então, rezamos por ele e por aqueles que foram feridos, tem algumas vítimas fatais”, disse.




“Peçamos a Nossa Senhora Imaculada que interceda por essa catedral, por essas pessoas e por essas famílias”, completou.

Arquidiocese informou o nome dos feridos


Após a coletiva de imprensa, realizada às 17h desta terça-feira, 17 de dezembro, a Arquidiocese de Campinas emitiu uma nota de atualização na qual informou o nome das vítimas feridas.

De acordo com a nota, as vítimas feridas que foram levadas ao Hospital Mário Gatti são: Heleno Severo Alves, de 84 anos, atingido no tórax e abdômen, que passa por cirurgia e Jandira Prado Monteiro, de 65 anos, lesão no tórax e mão direita, além de fratura na clavícula.




Outra vítima foi levada ao Hospital de Clínicas da Unicamp, que não confirmou o nome da pessoa e nem o estado de saúde dela. O Hospital Beneficência Portuguesa confirmou que atendeu um homem de 64 anos, que recebeu tiros de raspão nos dois braços. Ele foi liberado por volta das 16h30 e passa bem.

Os corpos das cinco pessoas, incluindo o do atirador, foram retirados da Catedral. Eles serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), decretou luto oficial de três dias em razão do ocorrido.


Recomendado para você
Compartilhe :

0 comentários:

Postar um comentário